PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

segunda-feira, 2 de março de 2015

ENFIM, A ESTREIA DAS TENDAS!

Ontem foi o grande dia da estreia das Tendas Literárias em Maringá. Preparamos tudo com muito carinho, eu e a amiga Vera Margutti: As duas Tendas montadas previamente receberam puffs azuis e vermelhos para os Cantos de Leitura, que também contavam com tapetes coloridos em feltro (tapetes redondos) e em EVA (pacas retangulares). Foram adquiridos ainda colchões de napa na cor azul, para serem espalhados ao chão, para que todos pudessem assistir confortavelmente as apresentações. Além disso, dois bancos feitos com lápis coloridos chamaram a atenção e foram bastante utilizados pelas crianças.

Livros de literatura infantil de autores diversos foram colocados em expositores de fácil acesso para as crianças manusearem, 10 (dez) contadoras de histórias foram contratadas previamente. Completando o ambiente de ludicidade, havia ainda 01 baú de surpresas, com perucas e máscaras de cores diversas, que as oficineiras colocavam, mudando de personagem conforme a história, para o deleite da criançada. Em relação aos livros, chamaram a atenção os livros gigantes com imagens multicoloridas que se expandiam, revelando embaixo destas, outras imagens. Os pais, sentados nos puffs manusearam estes livros com as crianças no colo, encantadas com o que viam!


Mesinhas e cadeirinhas nas cores azuis, verde, rosa e em tons lilás deram um toque especial ao Cantinho Pedagógico, onde as crianças realizaram atividades de desenho e pintura. O material pedagógico oferecido pelo projeto (papel sulfite, giz de cera, lápis de cor, lápis preto, borracha, canetinhas coloridas), serviu para que as crianças dessem asas à imaginação na hora do desenho.


Fantoches coloridos e um palco de teatro de fantoches em madeira foi montado para as apresentações e as oficineiras revezavam-se entre histórias contadas na oralidade e histórias encenadas com os fantoches. Tudo isso funcionou a contento para que a ludicidade fosse o ingrediente principal do incentivo à leitura. 

As tendas foram montadas uma ao lado da outra, sendo que a primeira tenda foi o espaço da Contação de Histórias, Teatro de Fantoches e Canto de Leitura. Na segunda tenda foi o espaço destinado à poesia. Nela também foi pensado um canto de leitura, tapetes coloridos e muitos livros à disposição de quem quisesse ler poesias. Mesinhas e cadeirinhas e todo o material pedagógico também foi providenciado a quem quisesse desenhar sobre as poesias lidas e ou ouvidas. 

Como era de se esperar, a tenda da Contação de Histórias foi a mais visitada e as crianças divertiram-se muito com as atividades oferecidas.

Na Tenda de Poesia o movimento de crianças foi menor. Mesmo assim, de 06 a 10 crianças ouviram histórias contadas por mim, sentados no puff ou no banquinho colorido em formato de lápis. Quem aproveitou mais as atividades da oficina de poesias foram os adultos, que acompanhavam as crianças ou que passeavam pelo local. Muita "gente grande" leu poesias e os livros escolhidos foram bastante elogiados. 

As fotos que ilustram essa postagem não são as oficiais (tiradas por profissional). Foram feitas por mim, na velha maquininha de sempre. Foram tiradas depois do meio dia, quando já estávamos encerrando as atividades. Mas dá para ter uma ideia do que foi o dia de ontem! 

Domingo que vem tem mais! 
































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...