PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

domingo, 16 de agosto de 2015

EU, HOMENAGEADA POR LIONIZIA GOYÁ

A obra de Lionizia Goyá  é de uma sensibilidade e profundidade impressionantes. Ela não apenas copia ou retrata alguém. Seu processo de criação é profundo. Desde a seleção até o final da obra, sentimentos e emoções se envolvem e se afinam. A foto do escolhido (a) tem que “bulir” com sua essência (a quem desconhece o termo, "bulir" significa tocar, mexer). A explicação vem dela: 

                                                                     
Não é qualquer imagem que se enquadra à série. A foto eleita tem que bulir com a minha essência. Tem que tocar meu âmago. Tem que ser forte. Tem que discorrer alto. As que me falam, intimamente, serão as venturadas. Tenho que reconhecer em sua essência, o que está posto: - uma energia singular!” (Lionizia Goyá).


A série da qual a artista se refere chama-se “Simplesmente Maria” na qual está inserida a obra feita em minha homenagem. Eu diria que Lionizia “lê a alma” de seus homenageados, pois percebe detalhes como profundidade e vivência interior, particularidades que passariam despercebidas a olhares alheios.

A exigência e condição primeira para escolher seus homenageados/as é que ela reconheça neles algo particular. O eleito (a) tem que ofertar cores, odores e energias vitais. Apresentar sentimentos expressos nas entrelinhas e com pressupostos de autenticidade, carregar vitalidade e rigor de energia encarnada.

Lionizia define suas obras como sendo “Textos Poéticos Visuais”. As fotos são apenas uma referência. Ao apresentá-las, toda essa potência retentiva vem à tona e torna-se visível, de forma escancarada, podendo emocionar e até mesmo chocar alguns desavisados.

Uma de suas descobertas, nesse curto período de produção, é que a verdade ofertada nem sempre é encarada de forma receptiva. Nem toda veridicidade pode ser dita e nem toda verdade é de fato apreciada. Ela tem que ser burlada, mascarada e retocada, para posteriormente ser aceita. Cada pessoa se vê de forma diferente da que os outros a veem.

Embora ela conte/diga/explique que não faz retrato, grande parte dos homenageados querem uma pintura/foto. Contudo elucida: - Não posso ofertar esse tipo de labor. Eu, artista, concebo a essência do que vejo. Eu, arteira, subscrevo com minh’ alma as minhas crias.

Honrada estou por despertar na artista sentimentos e emoções de autenticidade, vigor e energia. Não nos conhecemos pessoalmente. Nosso contato deu-se através das redes sociais, mas Lionizia soube captar com perfeição características pessoais que são parte da minha identidade. Honrada e emocionada pelo brilhante trabalho! Sucesso!!!!

A Exposição POIÉSIS será aberta ao público dia 19/08 às 19h30m e prossegue até o dia 03/09 na Galeria do SESC em Uberlândia - MG. 









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...