PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

MERRY CHRISTMAS, O ESCAMBAU!



Natal aqui não tem neve, pode até ter biscoitos, sacos com balas e presentes ao pé da árvore, caso isso seja possível.  Papai Noel não existe, é o seu pai mesmo ou quando muito um tio que se faz passar por ele. Nem sempre podemos dizer que o mesmo é um “bom velhinho”. Você conhece muito bem o seu pai e pode tirar conclusões sobre ele melhor que eu. Aliás, porque Papai Noel tem que ser sempre um velhinho? Porque tem que ter barba? (nem do PT ele é, apesar de ser vermelho). Já estou implicando com o pobre, imagine se isso fosse verdade! 

Entrar pela chaminé, nem pensar! Ou você acha que ele passaria, com aquele barrigão enorme! Aposto que ia entalar! E as renas? Alguém no Brasil já viu uma rena com trenó e tudo, passeando pelas ruas? Brasileiro tem mania de imitar americano!

Nem rir nossa risada debochada Papai Noel pode! Tem que ficar na mesmice do “Ho, Ho, Ho” sempre. Ô falta de criatividade!  E tem mais:  esse negócio de botar sapatinho na janela é fria! A noite pode passar um trombadinha pela rua e adeus sapato! Vai ficar mais caro comprar outro par. 

E desde quando brasileiro costuma fazer ceia? Ora, jantar por aqui (em casa de gente normal), sai no máximo por volta das 20 horas. O resto é frescura! Esperamos até a meia noite para abraçar as pessoas de nosso convívio, desejar Feliz Natal, depois comer aquelas comidinhas nada light e dormir de pança cheia. Imaginem o mal que isso faz à nossa saúde! Agora que virei “natureba” me pego analisando todas essas coisas!

Voltando ao Natal, são anos e anos de bobagens colocadas na cabeça das crianças para nada! A troco de que alimentar essa ilusão? Já vi crianças pequenas em shoppings aos berros, chorando e esgoelando com medo do Papai Noel (e tem alguns que metem medo mesmo!). Isso é tortura, gente! Por outro lado, fico feliz em ver crianças desmistificando o tal “bom velhinho”. Um dos meus sobrinhos netos fez um verdadeiro auê no Shopping, ao descobrir que Papai Noel era um embuste. Gritava, gesticulava e dizia “olha só, esse Papai Noel é falso! Ele usa tênis Nike, sua barba é de plástico e seguiu apontando todos os detalhes da farsa do pobre homem que, sem graça, preferiu o silêncio. 

Um povo que não tem tradição, “surrupia” a tradição alheia. Que lástima! Em terra de corruptos, até tradição estamos "surrupiando"? Isso por aqui está ficando comum. Outro exemplo é o Halloween (Dia das Bruxas), data que está sendo igualmente imitada e que nada tem a ver com nossa realidade. Temos bruxas por aqui? Temos! Nem precisamos procurar muito. Se me perguntarem, arrisco dizer que a bruxa “mãe” maior da nação está no poder. Falta-lhe uma vassoura, que a faça voar, de preferência para rumo ignorado. Mas anseio pelo dia em que o povo acorde e a faça sair pela tangente (com ou sem vassoura).

Políticas à parte, de tudo o que está posto não esperem que eu lhes diga Merry Christmas! 

Desejo um Natal santo e abençoado a todos, mas que prime pela verdade e que respeite nossa identidade, porque acima de tudo (com todos os defeitos e problemas que temos), somos brasileiros! 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...