PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

segunda-feira, 7 de abril de 2014

SOBRE CRÍTICAS, BOICOTES E O DIA DO JORNALISTA...



                                                                                                                                      Angela Ramalho

Criticar é um direito. Todos podem usar de seu tempo e oportunidade para manifestar qualquer descontentamento. A Declaração Universal dos Direitos do Homem diz que “Todo homem tem direito à liberdade de opinião e expressão; este direito inclui a liberdade de, sem interferência, ter opiniões e de procurar, receber e transferir informações e ideias por quaisquer meios e independentemente de fronteiras.”  

Vejo isso como democracia. Criticar não é somente apontar erros por apontar, mas apontar erros para que o objeto da crítica possa ser melhorado e/ou transformado. 

Não sou dona da verdade e nem pretendo ser. Cá pra nós, também cometo meus erros e estou aberta a críticas. Sou uma pessoa informada e como tal, tenho acesso a informações que me permitem participar tão plenamente quanto possível da vida da minha cidade, do meu estado e do meu país. Critico atos do governo, critico politicas insensatas e critico posições tirânicas. Sou cidadã e conheço meus direitos. Sou contra toda e qualquer forma de censura, porque esta fere a democracia. 

Sou livre para exprimir de forma oral ou escrita minhas ideias e abomino qualquer tipo de “boicote” no sentido de prejudicar quem quer que seja no seu livre exercício da cidadania. O dicionário define “boicote” como sendo “a cessação voluntária de todas as relações com um indivíduo, uma empresa ou uma nação”. 

O termo “boicotar” significa “recusar, como forma de protesto ou represália, qualquer colaboração ou relação”. Significa ainda “fazer guerra em relação a algo ou impedir a realização ou o desenvolvimento de algo”. 

Vocês por certo, estarão curiosos para saber o motivo pelo qual hoje estou falando de crítica, de boicote e relacionando tudo isso ao dia dos jornalistas. Explico: Esse blog registra até o momento em que escrevo este artigo, 75.739 visualizações. Ele está interligado ao Google + onde possuo 172.299 visualizações. Também está ligado ao Twitter (161 seguidores), ao meu perfil pessoal no Facebook (1554 amigos adicionados), a minha fan page enquanto escritora no Facebook (809 curtidores) e ao grupo de literatura que administro no Facebook denominado Espaço Literário (261 membros). Somando tudo isso, uma fala minha através desse espaço atinge em questão de segundos 250.824 pessoas. 

Pois bem. Todos sabem que este blog foi classificado para a grande final do Prêmio Top Blog Brasil 2013, considerado o “Oscar” da Blogosfera Brasileira. Este blog foi um dos três blogs classificados para receber o Prêmio na categoria literatura. Nessa quinta edição, houve record de blogs participantes: mais de 20 mil blogs

Matematicamente falando e arredondando a conta em 20 mil (foram mais que 20 mil), classificaram-se para a final do certame 150 blogs, contando 03 blogs em cada categoria (25 categorias) em cada grupo (pessoal e profissional). Isso significa que cada blog finalista derrubou 19.850 concorrentes. 

Se isso não é mérito, alguém venha aqui e me explique o que é mérito. Se isso não é noticia, me expliquem o que é noticia!

Sou de Maringá, moro aqui há quase 60 anos e conheço muita gente. A maioria faz parte das 250.824 pessoas que atinjo nesse espaço. É para elas que escrevo. Elas é que levam o meu nome a essas conquistas, independente de mídia. Do contrário meu blog não estaria classificado ao prêmio por júri popular (voto dos internautas). 

Elas representam o meu jornal. Elas fazem o meu “diário” acontecer, quando espalham minhas boas novas diariamente por todos os cantos da cidade, do estado e até do país. É para elas, meus amigos e amigas virtuais ou não, que dedico essa vitória!

A situação está ficando constrangedora, mas não para mim. Quem conhece e acompanha o meu trabalho sabe disso. Dirijo esse artigo às muitas pessoas que encontro nas ruas (e também nas redes sociais) e que me perguntam: Porque não saiu no jornal?  

Eu poderia dizer que não saiu no jornal porque existem jornalistas que não fazem jus a esse dia. Jornalistas que bloqueiam, cerceiam e desconhecem o verdadeiro sentido de democracia. Poderia dizer muito mais coisas, mas me calo.

Filha de pioneiros, professora, escritora e agora blogueira premiada, nessas horas fico sem saber o que dizer. Minha resposta é uma só: Vocês são o meu jornal! Essa é a certeza que tenho e que me faz ir adiante!

Quanto aos boicotes da vida, entrego-os a Deus. Continuarei colhendo os bons frutos do meu trabalho, independente deles!  










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...