PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

MELHOR POETA: GERALDO TROMBIN

O TROFÉU DE MELHOR POETA DE 2013 DO PORTAL DO POETA BRASILEIRO FOI ENTREGUE PARA GERALDO TROMBIN, DE AMERICANA (SP).


Abaixo, os poemas apresentados por Geraldo e que lhe renderam o merecido prêmio! 

POEMA-LABOR

Gosto de poema-pimenta,
Aquele que a língua esquenta,
A víscera arde em prece
E nunca mais se esquece.

Gosto de poema-tormenta,
Aquele que ondeia, mareia
E, no viés do meu convés,
Não se sabe se é sorte ou revés.

Gosto de poema-bala,
Aquele que é tiro e queda
– abala, vara, queima –,
Ou lambuza como deliciosa guloseima.

Gosto de poema-labor,
Aquele em que se trabalha,
Batalha, risca, passa a navalha,
Independente do prazer ou da dor.



ENTRESSAFRA

Eu nunca soube entender as entrelinhas,
Valorizar o entre aspas.
Eu nunca soube aproveitar os entrementes,
Digerir os entrenós.
Eu nunca soube por que a vida
Sempre escapa por entre os dedos.


PEDRA SOBRE PEDRA

A pedra no meu caminho
– Que furo, que desalinho! –,
Foi parar no meu sapato.

A pedra no meu sapato
– Como um chato carrapato! –,
Foi grudar lá no meu peito.

A pedra lá no meu peito,
– Que desaforo, despeito! –,
Ali, não teve mais jeito.


CIR.CONCISÃO

No pelo
Na pele
Na lavra
Na palavra
A lâminafiada
Da vida

O ardume
Cortante do instante
Dos seus tantos gumes

Haja pedra-ume!





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...