PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

sábado, 1 de novembro de 2014

MEU LIVRO EM BRAILLE!

O CAP – Centro de Apoio Pedagógico para Atendimento às Pessoas com Deficiência Visual é um órgão da SEED – Secretaria de Estado da Educação. Em Maringá, o CAP funciona no Instituto de Educação. O órgão possui um Termo de Cooperação com a SEJU – Secretaria de Estado da Justiça e Cidadania, que inclui o DEPEN – Departamento Penitenciário do Estado e a SEED (através do CAP). Isso possibilita a utilização de mão de obra de presos da Penitenciária Estadual de Maringá, que atuam produzindo materiais para impressão em braile. 

Esse projeto é destaque no CAP e chama-se “Visão da Liberdade”. 20 pessoas que estão na penitenciária trabalham na digitação de livros, produção de material em alto relevo, brinquedos adaptados, maquetes e livros falados. Pela produtividade, os presos obtém redução da pena e ao mesmo tempo, prestam relevantes serviços no atendimento aos Deficientes Visuais de Maringá e região (ao todo são 25 municípios atendidos pelo CAP na região de Maringá).

Enviei para o CAP arquivos com alguns dos meus livros e a equipe escolheu o livro “De Abraços & Cheiros” (crônicas e contos) para ser impresso em braile. Durante a 1ª FLIM – Festa Literária de Maringá, tive a grata surpresa de ser presenteada pela Coordenadora do CAP Maria Angela Bassan Sierra, com uma cópia do meu livro em braile. Além de Maria Angela, integram a equipe do CAP as professoras Angela Mari Labatut, Rita de Fatíma Biazetto, Raimunda Batista de Marins e Maria Aparecida de Angeli Parma.

Emocionada, envio a toda a equipe do CAP meu mais profundo agradecimento. Saber que minhas crônicas e contos chegarão às pessoas com deficiência visual foi uma das maiores alegrias que minhas palavrinhas já me proporcionaram.


Muito obrigada CAP Maringá! 

Dom Anuar Battisti, Arcebispo Metropolitano,
foi um dos primeiros  a observar o livro em Braille

A edição em braille e a edição original

A edição em braille é totalmente artesanal


Eu e uma das professoras do CAP, responsável pelo brilhante trabalho!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...