PATRÍCIA é jornalista e assina POETA. Eu sou ANGELA, Pedagoga e assino RAMALHO (o que não deixa de ter também a sua poesia). Fico pensando como seria divino assinar "Poeta" depois do nome. Até fiz uma poesia sobre isso! Esse blog é um espaço onde brinco com as palavras, fazendo aquilo que gosto. E o que eu gosto mesmo é de fazer poesias! Portanto, embora não seja PATRÍCIA, eu sou POETA!

domingo, 30 de junho de 2013

CARAS & CARAS


CARAS & CARAS
Angela Ramalho

Amanheci com a pachorra. Não, não amanheci com a cachorra. É pachorra mesmo, de lentidão, devagar, na maior lerdice. Pensando bem, melhor para aproveitar esse fim de semana cinzento, na descontração, sem nada para fazer. 

Pode parecer um paradoxo, eu aqui falando de lerdeza e sossego. Justo eu que sou elétrica e sempre me envolvo em mil e uma atividades. É que amanheci assim, muito singela. Dotada da singeleza das pessoas simples e puras. 

Ah, já sei que minhas amigas vão morrer de rir desse “simples e puras”. Ô gente maledicente! Pureza de sinceridade, de quem não possui amarras e se abre para o olhar alheio. Tô nem aí pra quem olha na minha cara e pensa diferente a meu respeito. Fisionomia não diz quem é quem, muito menos conta bancária. E depois, cá pra nós, as pessoas são como as moedas: tem dois lados. E hoje amanheci no meu lado singelo. Custa acreditar nisso? 

Vocês perguntarão: Onde foi parar aquele seu lado de ousadia, de irreverência, de atrevimento? Eu diria que está em repouso, esperando desvirarem a moeda. Cara ou coroa, que lado vocês preferem? Com isso não estou dizendo que sou duas caras, hein? Refiro-me a personalidade, o modo de ser de cada um. 

Algumas pessoas põem a cara à tapa, se mostram e se colocam em evidência. Outras se escondem, como se viver fosse um sacrilégio. Eu sou da primeira turma. Não vim a esse mundo para passar batido. Vim mesmo para incomodar! Justo hoje que estou quietinha, ainda assim incomodo. 

Interessante como a cara nos entrega. Eu mesma já vi, num salão de beleza, alguém comentar que “aquela pessoa” que aparece sempre na sexta feira, bem no finalzinho da tarde, querendo marcar horário é cara de cu. Aposto que você tem uma amiga ou alguém conhecido, que hoje amanheceu com cara de enterro! 

E a nossa (minha não!) presidente Dilma Rousseff, querendo (somente agora) fazer as vontades do povo, na maior cara de pau? Falando nela, é melhor aguentar sua cara, do que o Lula com aquela cara de asno! 

Alguém vai me dizer: mas você não vai com a cara deles, hein Angela? E não vou mesmo! Mas nem é questão de simpatia ou antipatia. É pela incompetência, corrupção, falta de visão e de caráter. Enfim, por tudo isso junto! 

Mas essa crônica não era para falar de política. Eu comecei zuando da minha lerdeza e da minha cara de quem não tem o que fazer. Depois falei das caras que entregam certas pessoas e ai a cara da Dilma serviu como uma luva. 

Duro é saber que quem está pagando caro por tudo isso é o povo. A caristia aumentou, os preços subiram em disparada e a gente assistindo a tudo com cara de tacho. 

Nada disso! A cara do Brasil agora é outra. Cara de quem sabe o que quer e vai à luta! Nem caras-pintadas nem cara de Maria vai com as outras, mas cara de povo que começa a despertar e a exigir o que merece: dignidade, respeito,cidadania! A cara do Brasil agora é cara limpa. E como diz o cartaz: sem beijar a mão!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...